Bolsonaro será 1° presidente latino-americano a falar na sessão inaugural do Fórum Econômico Mundial

Bolsonaro será 1° presidente latino-americano a falar na sessão inaugural do Fórum Econômico Mundial

A agenda de Jair Bolsonaro no Fórum Econômico Mundial, evento que começa na semana que vem em Davos, na Suíça, finalmente começou a ser divulgada. Após meses de negociações cuidadosas entre o Itamaraty e os organizadores, ficou definido que o brasileiro terá um papel de destaque: será o primeiro presidente latino-americano a discursar na sessão inaugural.

A fala será na terça-feira (22) e deve ter entre 30 minutos e 45 minutos. Ela promete ser uma espécie de apresentação de Bolsonaro à elite das finanças internacionais e da imprensa global. Embora não seja a primeira agenda do encontro – que começa, de fato, na noite de segunda (21) – a sessão de abertura é, na maioria das vezes, acompanhada com uma atenção especial, já que costuma dar o tom geral do evento.

Abertura comercial, reforma da Previdência e combate à corrupção estarão no centro do discurso do presidente. Não haverá espaço para perguntas.

Klaus Schwab, fundador do fórum, já havia antecipado na terça (15) para a imprensa que Bolsonaro seria “muito bem recebido”. Além da sessão de abertura, ele tem um jantar marcado com outros presidentes da América Latina, fora do centro de congressos, e outros encontros bilaterais. A ausência de Donald Trump, que cancelou a viagem a Davos, frustrou a esperança da diplomacia brasileira de ter o primeiro encontro com o norte-americano.

*Com informações do Estadão Conteúdo

você pode gostar também