Ataques do Estado Islâmico deixam 32 mortos na Síria

Ataques do Estado Islâmico deixam 32 mortos na Síria

Ataques do Estado Islâmico deixam 32 mortos na Síria

Ao menos 32 combatentes morreram durante ataques do grupo Estado Islâmico (EI) contra as Forças Democráticas Sírias (FDS), uma aliança curdo-árabe apoiada pelos Estados Unidos, no leste da Síria.

Os contra-ataques lançados pelo Estado Islâmico no domingo (6), aproveitando uma tempestade de areia e as más condições climáticas, causaram a morte de 23 combatentes das FDS, enquanto nove combatentes extremistas também morreram.

Apoiada pela coalizão internacional dirigida pelos Estados Unidos, as FDS lançaram em setembro uma ofensiva contra o último reduto do EI na província leste de Deir Ezzor, não distante da fronteira com o Iraque.

Nas últimas semanas, o avanço das FDS foi freado por mortais contra-ataques do EI, que soube aproveitar o tempo ruim.

Os confrontos duraram toda a noite de domingo, mas na segunda-feira de manhã as milícias curdas voltaram à ofensiva, recuperando as posições perdidas.

Pelos poucos efetivos que tem, o EI não conseguiu consolidar o controle de suas posições, registra a “AFP“.

você pode gostar também