BRK é obrigada a cumprir lei de redução da taxa de esgoto em Palmas, adverte Procon

BRK é obrigada a cumprir lei de redução da
taxa de esgoto em Palmas, adverte Procon
Na notificação o Procon Tocantins solicita que a BRK cumpra de imediato e de maneira integral o que determina
a Lei n° 2.540/2020.
14/02/2020 14:24:29 – Atualizada em 14/02/2020 16h35min Da Redação
O Procon Tocantins notificou a concessionária de água e esgoto BRK Ambiental, na manhã desta sexta-feira, 14,
para que a mesma cumpra a Lei Municipal n° 2.540/2020 que estabelece a redução do valor da tarifa de
esgotamento sanitário, de 80% para 40% em residências e para 50% em estabelecimentos comerciais, industriais
e órgãos públicos.
Na notificação, o Procon Tocantins solicita que a BRK cumpra de imediato e de maneira integral o que
determina a Lei n° 2.540/2020. O órgão de defesa do consumidor ressalta ainda que acompanha a manifestação
pública da Agência Tocantinense de Regulação (ATR) para que a redução seja realizada.
“Precisamos entender que a BRK não está acima da lei. Mesmo que a concessionária já tenha recorrido à Justiça,
o Procon Tocantins destaca que a determinação da lei é clara. Deve ser cumprida de imediato”, afirmou Walter
Viana, superintendente do Procon Tocantins.
Governo do Tocantins – Divulgação
BRK é obrigada a cumprir lei de redução da taxa de esgoto em Palmas, adverte Procon

O Procon Tocantins ressalta ainda que segundo o art. 39, do Código de Defesa do Consumidor (CDC), “é
vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras prática abusivas, exigir vantagem manifestamente
excessiva dos consumidores”.
A Lei Municipal nº2.540/2020 foi promulgada pela Câmara de Vereadores da Capital, no último dia 06 de
janeiro; e estabelece a redução do valor da tarifa de esgotamento sanitário, de 80% para 40% em residências e
para 50% em estabelecimentos comerciais, industriais e órgãos públicos.
A Resolução da ARP nº 13/2020 que regulamenta a mudança do percentual da cobrança da tarifa de esgoto foi
publicada no Diário Oficial de Palmas nº 2429, no dia 07 de fevereiro.
“Unilateralmente”
Ao T1 Notícias, a BRK informou que diante da lei que reduziu pela metade e “unilateralmente” a tarifa de
esgoto, suspendeu temporariamente a cobrança pelos serviços de esgoto em Palmas, até que seja possível avaliar
os impactos deste ato na continuidade da prestação dos serviços e investimentos a serem realizados pela empresa
no Estado.

você pode gostar também