Com péssimo atendimento municipal:Médicos e enfermeiros recebem novas orientações sobre o manejo clínico dos pacientes com Covid-19

Médicos e enfermeiros recebem novas orientações sobre o manejo clínico dos pacientes com Covid-19

Autor: Secom – Redação | Publicado em 31 de julho de 2020 às 18:02

As informações são repassadas por meio de uma série de web conferências

 

Para reorganizar o atendimento aos pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19 nos diversos pontos da Rede de Atenção à Saúde de Palmas, a Secretaria Municipal de Saúde com o apoio da Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp) estão realizando desde o início da semana, uma série de Web Conferências com os profissionais que atuam diretamente no cuidado à saúde dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), assintomáticos e até aquelas com manifestações mais severas da doença.

 

Durante os encontros virtuais, as mediadores que são especialistas e capacitadas sobre as novas orientações do Ministério da Saúde estão reunindo grupos por categoria, sendo neste primeiro momento, médicos e enfermeiros da Atenção Primária em Saúde de Palmas, para repassar de forma didática, as novas definições dos casos de contaminação do novo vírus, seguindo os critérios clínicos, laboratoriais e de imagem do Ministério. Ainda foram feitas atualizações sobre notificação, estratificação; fatores de risco; manejo; isolamento e alta.

 

A médica e especialista em Saúde da Família e Comunidade, Katarina Ferreira lembra que os profissionais que atuam na Atenção Primária à Saúde atendem cerca de 80% dos casos de Covid classificados como leves. “As novas orientações determinarão condutas mais resolutivas e embasadas cientificamente. Realizar o diagnóstico em tempo oportuno,  a estratificação de risco, o encaminhamento adequado para as unidades de urgência e emergência e o manejo com base nas publicações mais atualizadas são ações fundamentais neste momento”, revela.

 

A médica explica ainda que a Covid-19 destaca-se pela rapidez de disseminação, dificuldade para contenção e gravidade. “A epidemiologia da infecção humana pelo SARS-CoV-2 está sendo construída à medida que a Organização Mundial de Saúde (OMS) consolida as informações recebidas dos países e novas evidências técnicas e científicas são publicadas. Portanto, será constante essa atualização para os profissionais. Apresentaremos as mais atuais evidências, mostraremos a dinâmica da doença e produção de conhecimento associada a ela. As atualizações são necessárias e ajudam a estruturar o SUS para o adequado enfrentamento a desta pandemia”, avalia.

 

O médico e preceptor do Programa de Residência de Medicina de Família e Comunidade da Fesp, Luis Fernando, observa que a situação que a cidade de Palmas está vivenciando nessas últimas semanas, com o aumento expressivo no número de casos é preocupante. Para o especialista, o aumento de casos é diretamente proporcional ao aumento de casos com complicações e também ao crescimento de óbitos. “Se nós, os profissionais que atendem nas unidades de saúde conseguimos manejar o paciente, seguindo as orientações do Ministério da Saúde, tendo autonomia da prescrição ou não, respeitando também a autonomia do paciente, eu acredito que vamos conseguir passar por este período com mais sucesso”,  diz Luis Fernando acrescentando que todos dos procedimentos para o tratamento devem ser apresentados e discutidos com o paciente.


Secretaria Municipal de Comunicação de Palmas
Recepção: (63) 3212-7620

 

você pode gostar também