CORRUPÇÃO GENERALIZADA NO GOVERNO CARLESSE:Imagens mostram sanitários e lixeiras amontoados na Casa Branca; Governo anunciou reforma no local em abril de 2019

Por TV Anhanguera

 


Vasos sanitários são amontoados em cômodo da Casa Branca — Foto: Divulgação/Jornal do TocantinsVasos sanitários são amontoados em cômodo da Casa Branca — Foto: Divulgação/Jornal do Tocantins

Vasos sanitários são amontoados em cômodo da Casa Branca — Foto: Divulgação/Jornal do Tocantins

Uma obra milionária abandonada. Essa é a situação da residência do governo do estado, mais conhecida como Casa Branca, construída na década de 1990 e avaliada em R$ 10 milhões. Em abril do ano passado, o governo anunciou que o local passaria por manutenções para se tornar a residência oficial do governador Mauro Carlesse. Mas, imagens feitas no local, indicam que a obra está parada.

Na tarde desta terça-feira (14), uma equipe da TV Anhanguera foi ao local e presenciou apenas uma caminhonete entrando e minutos depois, saindo com dois tambores na carroceria. Na portaria, o acesso é permitido apenas para pessoas e veículos autorizados. Não havia trabalhadores no local.

Reforma na Casa Branca está abandonada — Foto: Divulgação/Jornal do TocantinsReforma na Casa Branca está abandonada — Foto: Divulgação/Jornal do Tocantins

Reforma na Casa Branca está abandonada — Foto: Divulgação/Jornal do Tocantins

Nas fotos é possível ver que em um dos cômodos há vários sanitários amontoados. Em outro local, lixeiras e portas no chão. Há ainda fios soltos, paredes quebradas e vários avisos com a palavra “Reprovado” nos banheiros decorados com azulejo dourado.

A residência fica em uma área pública que corresponde a quatro campos de futebol. Do lado de fora, entulhos espalhados denunciam a situação de abandono. O dinheiro que teria sido usado na manutenção da residência oficial é fruto de um contrato assinado em fevereiro do ano passado, entre a Secretaria Estadual da Infraestrutura e a empreiteira Prime Construções Limitada, no valor de quase R$ 30 milhões.

Casa branca do governo do estado está com a obra parada e é alvo de investigação do MPE

Casa branca do governo do estado está com a obra parada e é alvo de investigação do MPE

A empresa já teria recebido mais de R$ 15 milhões. “Foram pagos R$ 15 milhões para os 30 prédios que estão previstos nesse contrato. O que a gente não pode é passar uma informação de que esses R$ 15 milhões foram aplicados na residência oficial. Isso não é verdade. É para todo o serviço que foi contratado em diversos prédios, nas sete residências da Ageto, na praça dos Girassóis e outros prédios do governo do estado”, explicou o secretário estadual de comunicação, Elcio Mendes.

A informação é que a Prime subcontratou a Proplan, empresa da família do então superintendente da Agência Tocantinense de Transportes e Obra (Ageto), Geraldo Pereira da Silva. Em julho do ano passado, ele e a filha foram presos suspeitos de corrupção em contratos de obras públicas do estado. A reforma da Casa Branca está entre as obras investigadas.

Entulhos amontoados do lado de fora do local construído para ser residência oficial do governador — Foto: Divulgação/Jornal do TocantinsEntulhos amontoados do lado de fora do local construído para ser residência oficial do governador — Foto: Divulgação/Jornal do Tocantins

Entulhos amontoados do lado de fora do local construído para ser residência oficial do governador — Foto: Divulgação/Jornal do Tocantins

Por telefone, o diretor da Prime Construção, Marcos Vieira, disse que a obra só foi paralisada para o recesso de fim de ano, mas já foi retomada. Disse ainda que a empresa não é investigada e que Geraldo Pereira da Silva não faz parte da Prime. Já a defesa do ex-superintendente da Ageto disse que só vai se manifestar quando o inquérito terminar.

A residência foi construídapara abrigar o governador do estado, mas nunca foi utilizada para essa finalidade. Entre os anos de 2012 e 2019, o imóvel foi a sede da Secretaria da Agricultura. A residência foi desocupada em abril de 2019 por estar, segundo o governo, deteriorada e em péssimas condições para uso dos servidores. Foi nesta época, que o governo do estado anunciou que o local passaria por reforma.

“Está em fase de projeto, de orçamento, depois vai ter que passar por licitação, tem que obter os recursos para fazer, então não há esse prazo. Mas é bom deixar claro que é uma obra pública, que foi construída com recurso público e ela precisa ser mantida. O estado não pode deixar que essa casa se acabe, uma hora ou outra, ela vai abrigar alguns serviço público lá, que seja a residência do governador ou que seja qualquer outra coisa”, concluiu o secretário de comunicação.

Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Casa Branca foi construída em 1990 — Foto: Divulgação/Jornal do TocantinsCasa Branca foi construída em 1990 — Foto: Divulgação/Jornal do Tocantins

Casa Branca foi construída em 1990 — Foto: Divulgação/Jornal do Tocantins

Casa Branca foi fechada para reforma em abril de 2019 — Foto: Divulgação/Jornal do TocantinsCasa Branca foi fechada para reforma em abril de 2019 — Foto: Divulgação/Jornal do Tocantins

Casa Branca foi fechada para reforma em abril de 2019 — Foto: Divulgação/Jornal do Tocantins

Lixeiras e portas em cômodo da Casa Branca — Foto: Divulgação/Jornal do TocantinsLixeiras e portas em cômodo da Casa Branca — Foto: Divulgação/Jornal do Tocantins

Lixeiras e portas em cômodo da Casa Branca — Foto: Divulgação/Jornal do Tocantins

você pode gostar também