Decreto de Bolsonaro pode permitir até duas armas por pessoa

Decreto de Bolsonaro pode permitir até duas armas por pessoa

Decreto de Bolsonaro pode permitir até duas armas por pessoa

A emissora SBT exibiu uma versão preliminar do decreto que Bolsonaro pretende assinar nos próximos dias

O presidente Jair Bolsonaro deve assinar nos próximos dias um decreto que facilita a posse de armamento de fogo e prevê que o interessado possa ter até duas armas.

O texto prévio do decreto foi exibido na noite de quarta-feira (9) no telejornal “SBT Brasil”.

O limite, porém, pode ser ampliado caso seja comprovada a necessidade, de acordo com o decreto.

Segundo o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, a previsão é que o texto seja publicado na semana que vem. O vice-presidente Hamilton Mourão colocou o dia 22 de janeiro como a data limite.

O documento que será assinado por Bolsonaro altera o decreto 5.123, de 1º de julho de 2004, assinado pelo ex-presidente e agora presidiário, Luiz Inácio Lula da Silva, do PT.

A flexibilização da posse foi uma das bandeiras de campanha de Bolsonaro na eleição do ano passado.

você pode gostar também