Eli deixa hospital e diz que está curado da Covid-19; jurídico da campanha não vê empecilho legal e Joseph Madeira será registrado como vice

Política

Eli deixa hospital e diz que está curado da Covid-19; jurídico da campanha não vê empecilho legal e Joseph Madeira será registrado como vice

O candidato a prefeito de Solidariedade, Eli Borges, recebeu alta hospitalar neste sábado, 19, e seu primeiro compromisso foi se encontrar com o candidato a vice-prefeito da chapa, o empresário Joseph Madeira (PTB). O encontro ocorreu no momento em que a possibilidade de Madeira compor a chapa está sendo questionada. Isso porque, conforme a Coluna do CT antecipou na manhã deste sábado ele preside dois sindicatos patronais e não se desincompatibilizou com quatro meses de antecedência, como prevê a legislação eleitoral.

Não há impedimento legal

No entanto, o assessor jurídico da campanha, Clóves Gonçalves, garantiu que todas as documentações de Madeira, exigidas pela legislação eleitoral, “estão em conformidade, não havendo nenhum impedimento  legal”. A coordenação política da campanha, então, avisou que não se discute a substituição do empresário. Um grupo de petebista já se movimenta para apresentar o ex-secretário estadual dos Esportes Ricardo Abalém no caso da impossibilidade de Madeira concorrer. “Não haverá substituição, e se houver impugnação, apresentaremos os documentos”, disse o coordenador Célio do Carmo.

A coragem não desamparou

Em vídeo no encontro com Joseph, Eli avisou que está curado e que “a coragem não o desamparou”. “Agora é ganhar a prefeitura junto com Joseph”, afirmou o candidato do Solidariedade, que estava internado desde segunda-feira, 14. Ele não pôde ir à sua convenção na quarta, 16, e entrou nela por um vídeo ao vivo do hospital.

Assista vídeo com Eli Borges, logo após deixar o hospital e se reunir com Joseph Madeira:

você pode gostar também