Em reunião com Conselho, Janad Valcari se posiciona contra aumento da tarifa do transporte público

 

Em reunião com Conselho, Janad Valcari se posiciona contra aumento da tarifa do transporte público e sugere ‘lives’ dos encontros sobre o tema

Ainda sobre a polêmica envolvendo o  aumento da tarifa do transporte coletivo de Palmas, a presidente da Câmara Municipal, vereadora Janad Valcari (Podemos), encontrou-se com membros do Conselho Municipal de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte (CMAMTT), na manhã desta quinta-feira (27), para tratar sobre o tema.

Durante a conversa, a parlamentar se posicionou contra o reajuste e sugeriu que os próximos encontros do CMAMTT fossem na Casa de Leis, para que possa ser transmitido on-line para toda população, dando assim mais transparência em todo o processo.

Além disso, Janad propôs que dois vereadores participassem do Conselho para que o parlamento municipal também tenha voz diante as decisões deste segmento.

Aumento da tarifa

No último dia 06 de maio, a empresa Expresso Miracema, que é a maior no transporte coletivo da cidade, pediu na Justiça o aumento do valor da passagem dos atuais R$ 3,85 para R$ 6,91.

O pedido surpreendeu quem utiliza o transporte público diariamente e depende do serviço para ir ao trabalho. O argumento da empresa é que ela acumula prejuízos milionários, superiores a R$ 12 milhões, por causa da redução de demanda na pandemia. Na ação, a empresa diz ainda que terá que reduzir a frota na cidade se o pedido não for atendido.

O pedido ainda não foi analisado. O caso está nas mãos do juiz José Maria Lima, da 2ª Vara da Fazenda e Registros Públicos de Palmas. No documento, os advogados da empresa admitem que o valor seria inviável ao cidadão e por isso pedem que a prefeitura pague subsídios para custear a diferença.

Em nota oficial emitida antes da declaração da gestora, a prefeitura informou que a revisão tarifária “está em análise na Agência de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos de Palmas (ARP)”. Segundo a nota, após essa análise será feita uma discussão com os representantes das entidades envolvidas.

O atual contrato de concessão do transporte público, que conta com três empresas atuando ao mesmo tempo em Palmas, vale até novembro de 2022. A prefeita não esclareceu se pretende romper o contrato com a Expresso Miracema antes disso. Além desta empresa, também prestam o serviço na cidade a Viacap e a Palmas.

você pode gostar também