Júri popular em Paraíso condena homem que matou jovem e ateou fogo no cadáver

Júri popular em Paraíso condena homem que matou jovem e ateou fogo no cadáver

O Ministério Público do Tocantins (MPTO), obteve nesta sexta-feira, 13, durante Sessão do Tribunal do Júri, a condenação de Alex Rocha Dias pela morte de Lucas Costas Pereira, em fevereiro de 2018, na cidade de Paraíso do Tocantins. Foi fixada ao réu, a pena de 17 anos, sete meses e 15 dias de reclusão por homicídio triplamente qualificado e destruição de cadáver. Ao condenado, não foi concedido o direito de recorrer em liberdade.

Segundo a denúncia criminal do Ministério Público, Alex em conluio com dois menores de 18 anos, em razão de desavença anterior, atraíram a vítima até uma chácara sob alegação de que iriam consumidor drogas. No entanto, ao chegar no local, Lucas foi atacado com golpes de arma branca pelo corpo e pedradas no crânio, sendo as lesões, que causaram profundo sofrimento, a causa de sua morte. Em seguida, atearam fogo no corpo do cadáver.

Os Promotores de Justiça Breno Simonassi e Eduardo Ferro, que atuaram na acusação em plenário, sustentaram as teses de que a Alex agiu por motivo fútil, atuou por meio cruel, utilizou recurso que tornou impossível a defesa da vítima e que ainda, participou da destruição do cadáver, incursos nas penas do artigo 121, §2º, incisos II, III, IV e artigo 211, ambos do código penal. (Denise Soares)


Assessoria de Comunicação do MPE-TO
(63)3216-7515/ 3216-7532
Alayla Milhomem: 63.98402-3074
Denise Soares: 63.98462-3723
Flávio Herculano: 63.98421-9270

João Lino Cavalcante: 63.98404-3078

 

você pode gostar também