KATIA ABREU ABRIGAVA CORRUPTO-Apontado como laranja de Marcelo, Cenourão perdeu emprego no gabinete de Kátia após ser alvo da PF

Apontado como laranja de Marcelo, Cenourão
perdeu emprego no gabinete de Kátia após ser
alvo da PF
Exoneração de Cenourão ocorreu no mesmo dia em que confirmou à PF que usou nome da esposa
para comprar e registrar Jeep Renegade que seria usado pelo filho do ex-governador
03/12/2019 – 16:08
Ex-secretário estadual e ex-chefe de gabinete na gestão de Marcelo Miranda (MDB) Elmar Batista
Borges, o “Cenourão”, 57 anos, perdeu o cargo comissionado de assessor parlamentar no gabinete
da senadora Kátia Abreu (PDT) no dia 26 de setembro, um dia após ter sido alvo de uma operação
da Polícia Federal que o prendeu em Natividade.
No senado, Elmar era auxiliar parlamentar intermediário (sigla AP-06) desde abril desse ano, com
salário bruto de R$ 6.747,22 (com os descontos, R$ 5,2 mil), conforme seu contracheque de
setembro, o último com valor cheio no Senado. No mês de outubro, ele aparece na folha de
rescisão.
Esse Jeep
Cenourão é apontado como laranja do ex-governador e ao depor no dia de sua prisão, dia 25 de
setembro, confirmou aos investigadores que teria usado o nome da sua esposa para a compra de um
Jeep Renegade, em 2016, pelo valor de R$ 114 mil.
Segundo ele, o carro seria usado por um filho do político que chegou a ir numa concessionária
escolher a cor do veículo que acabou sendo definida mesma pelo ex-governador. O veículo, branco,
comprado numa concessionária em Palmas, tinha seguro com apólice em nome de Marcelo Miranda
e o CEP de pernoite do carro é o da residência dele em Palmas.
O Jeep é um dos bens apreendidos pela Operação Reis do Gado no dia 28 de novembro de 2016

você pode gostar também