Moradores do extinto povoado Canela esperam melhorias na quadra 508 Norte

Por TV Anhanguera

 


Moradores do extinto povoado Canela espera melhorias na quadra 508 Norte onde vivem hoje

Moradores do extinto povoado Canela espera melhorias na quadra 508 Norte onde vivem hoje

Os moradores do extinto povoado Canela pedem que a Prefeitura faça trabalhos de melhorias na quadra 508 Norte, onde passaram a habitar. Lugar histórico da capital de 30 anos, a quadra, que carrega nomes importantes, precisa de muitos serviços de infraestrutura. Além da falta de asfalto, os moradores cobram roçagem, ambientes de lazer e mais policiamento. (Veja o vídeo)

Pioneiros da capital, os moradores ganharam terrenos de uma empresa quando o povoado Canela deixou de existir. O local foi inundado durante a construção da Usina Hidrelétrica Luis Eduardo Magalhães, em Lajeado e as famílias foram indenizadas.

Um dos primeiros moradores da quadra, o funcionário público José Batista, é filho de Daniel Batista, que hoje dá nome a uma escola de tempo integral. O filho lembra com orgulho do pai. “Era um homem inteligente demais. Tudo quanto era de coisa ele fazia. Fazia gamela, fazia peneira, fazia pilão. Ele morreu, mas ficou o nome”, disse.

Ele lembra da construção das primeiras casas da quadra. “Vim receber a minha casa. Tinha um mato danado aqui. Aí foi mudando. Vindo gente para cá, ficaram todos conhecidos e fui fazendo amizade com o povo”, conta.

Mesmo estando no local desde a criação da cidade, os moradores da quadra 508 Norte ainda não têm benefícios básicos, como pavimentação. “Principalmente o asfalto. Lazer não tem e limpeza mesmo da quadra. O centro comunitário está caindo aos pedaços”, diz o aposentado.

Filho de Batista, Domingos de Araújo concorda com o pai. “Não tem lazer. Só tem o colégio. O meio da praça está esquecido”. Ele conta ainda que o único local de entretenimento é um campo de futebol feito pelos próprios moradores.

Também remanescente do povoado Canela, Joaquim de Araújo de 94 anos chegou no local em 2001, e sempre cobrou asfalto na quadra. “Com o asfalto as coisas podem vir com mais facilidade. Mas até esse momento está desse jeito”, reclama o idoso que espera as melhorias no local.

Quadra 508 Norte precisa de asfalto — Foto: Reprodução/TV AnhangueraQuadra 508 Norte precisa de asfalto — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Quadra 508 Norte precisa de asfalto — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

O outro lado

A Empresa Investco disse que cumpriu todos os acordos firmados com os moradores na época da construção da quadra.

A Prefeitura de Palmas foi procurada para comentar sobre os problemas e informou que a quadra será contemplada com serviços de terraplanagem, pavimentação asfáltica, drenagem pluvial, sinalização viária e calçadas acessíveis. Sobre ambientes de lazer, disse que a Superintendência de Obras Civis está realizando um levantamento das que necessitam de praças.

A Polícia Militar disse que a quadra possui índice baixo de ocorrência, mas faz patrulhamento diariamente. Pediu que a população faça denúncias através do telefone 190.

você pode gostar também