Obra de R$ 101 milhões em Palmas pode ter 1,7 km sem duplicação por falta de interesse; Dimas assume bolsonarismo em convenção do PL

Banner Pix
Política

Obra de R$ 101 milhões em Palmas pode ter 1,7 km sem duplicação por falta de interesse; Dimas assume bolsonarismo em convenção do PL

Mísero 1,7 km

Uma das obras mais importantes de Palmas, de R$ 101 milhões, pode ter um pequeno trecho sem pistas amplas e duplicadas por conta da falta de ação do município. É na ligação da TO-010 (Palmas-Lajeado), pela NS-15, passando pela TO-080 (Palmas-Paraíso), à LO-13, fundamental para desafogar o trânsito da região central da Capital, sobretudo para tirar os veículos pesados de lá. Deveriam ser 13 km de avenida duplicada e canteiros centrais amplos, mas o serviço não ficará por completo por causa de 15 chácaras entre as LOs-14 e 12, apenas mísero 1,7 km.

Duplicação é interrompida na Avenida LO-14…
…Para ser retomada 1,7 km depois, a partir das LO-12

Mantém-se inerte

Para a duplicação, essas chácaras precisariam de um recuo que vai tomar menos de 2 mil metros quadrados cada uma. Das 15 unidades, 10 já concordaram com recuo sem custos para o municípios, mas cinco delas querem indenização. A prefeitura precisaria entrar na discussão e detém recursos até tributários para resolver o impasse, mas mantém-se inerte.

As 15 chácaras no trecho: apenas a pequena mancha azul de uma das pistas precisar recuada

Chácaras em áreas do município

A obra é financiada pela Caixa para o governo do Tocantins, que a executa através da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto). Porém, as chácaras estão em área do município e é ele quem precisa negociar com os proprietários.

Interessa a quem quer voto

Bem que aqueles que buscam votos para deputado estadual, com apoio da prefeitura, poderiam entrar no circuito. Afinal, essa é uma das obras mais importantes de Palmas e até do Estado.

Josi animada com Carlesse

A prefeita de Gurupi, Josi Nunes (UB), está mesmo empolgada com a pré-candidatura a senador do ex-governador Mauro Carlesse (Agir). Depois de se colocar como coordenadora da campanha, em Axixá, no sábado, 23, onde Carlesse recebeu o apoio do prefeito Auri-Wulange Ribeiro Jorge (PTB), Josi contou que está “percebendo a aceitação do tocantinense” à pré-candidatura do ex-governador, que, segundo a aliada, em referência ao afastamento do ex-inquilino do Palácio, “teve o rompimento de um trabalho, sem nada de concreto”.

Tocantinense anseia

Para Josi, “a comunidade tocantinense anseia pela volta de Carlesse”. “Está ansiosa pela continuidade deste trabalho municipalista, por cada um de nossos 139 municípios”, afirmou no evento.

Sem votos e com poder

Prefeitos não se mostram satisfeitos com excesso de poder dos deputados estaduais em seus municípios. “Nós que temos os votos e os deputados que indicam todos os cargos e fazem e acontecem em nossas cidades”, protestou um deles, que preferiu o anonimato.

Os reis do pedaço

Também reclamam que alguns secretários “se sentem rei”. “O governador [Wanderlei Barbosa, Republicanos] nos atende muito bem, mas, quando chega nos secretários, a coisa não anda e alguns ainda nos fazem esperar horas para sermos atendidos, e não é incomum termos que voltar para as nossas cidades sem o atendimento”, registrou o indignado.

Imagina se não fosse

Isso porque estamos numa conjuntura de eleição.

O Dimas bolsonarista

O pré-candidato do PL, Ronaldo Dimas, assumiu seu lado bolsonarista e foi para o Marcanãzinho, no Rio, onde ocorreu a convenção do presidente Jair Bolsonaro, que é também é do partido do tocantinense e de seu principal aliado no Estado, o senador Eduardo Gomes. Numa postagem nas redes sociais, na tarde deste domingo, 24, Dimas afirmou que Bolsonaro “mostrou sua força e deu a largada para a reeleição”. Gomes, líder do governo no Congresso, também participou.

De igual para igual

Um pré-candidato a deputado federal que tem gerado muitas conversas nos bastidores é o empresário Alexandre Guimarães (Republicanos), de Araguaína. Segundo os atentos observadores do cenário, a pré-campanha dele está organizada, bem estruturada e Guimarães é tido à altura para disputar de igual para o igual com medalhões como os deputados estaduais Antônio Andrade e Ricardo Ayres, e ainda com o ex-deputado federal César Halum.

Encontro casual

O pré-candidato a governador do PT, Paulo Mourão, encontrou casualmente o senador Renan Calheiros (MDB-AL) no Congresso e conversou com ele sobre a relação de seus dois partidos nos Estados. PT e MDB estarão juntos em 11 unidades da Federação. No Tocantins, contudo, seguirão caminhos diferentes. Aqui o MDB optou por apoiar a campanha a governador do ex-prefeito Ronaldo Dimas.

Vapt-vupt

PT e PL terão que se entender para realizar suas convenções. A troca precisará que ser muito rápida. Isso porque a de Mourão vai ocorrer no dia 4 no Espaço Cultural de Palmas e a de Dimas no dia 5 no mesmo local.

Menor carga tributária

O deputado federal Tiago Andrino (PSB) protocolou projeto de lei na Câmara para reduzir a carga tributária de operadoras de planos de saúde. O objetivo é a queda do custo na ponta, para o usuário. A proposta limita a 3% a alíquota máxima do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) para as operadoras, alíquota que atualmente chega a 5%.

você pode gostar também