Principal aeroporto do Tocantins ficará sob gestão da iniciativa privada pelos próximos 30 anos

Principal aeroporto do Tocantins ficará sob gestão da iniciativa privada pelos próximos 30 anos

Os aeroportos do bloco central vão receber investimento de R$ 1,8 bilhões.

Por Redação
07/04/2021 17h26 –

A concessão dos seis aeroportos do bloco central foi vendida por R$ 754 milhões

A concessão para a operação do Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues, em Palmas (TO), foi arrematada pela Companhia de Participações em Concessões, que faz parte do Grupo CCR.

O leilão foi realizado na Bolsa de Valores de São Paulo nesta quarta-feira (07). A concorrência foi feita pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Os aeroportos da capital do Tocantins e das cidades de Goiânia (GO), São Luís (MA), Teresina (PI), Petrolina (PE) e Imperatriz (MA) faziam parte do Bloco Central e foram arrematados por R$ 754 milhões.

Segundo o Ministério da Infraestrutura, a previsão de investimento nos aeroportos do bloco central é de R$ 1,8 bilhões durante o período da concessão, que é de 30 anos.

OUTROS BLOCOS

Ao todo foram leiloadas as concessões de operação de 22 aeroportos em 12 estados, divididos em três blocos: Sul, Central e Norte.

Bloco Norte: aeroportos de Manaus (AM), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC), Cruzeiro do Sul (AC), Tabatinga (AM), Tefé (AM) e Boa Vista (RR).

Bloco Sul: terminais de Curitiba (PR), Foz do Iguaçu (PR), Navegantes (SC), Londrina (PR), Joinville (SC), Bacacheri (PR), Pelotas (RS), Uruguaiana (RS) e Bagé (RS).

Bloco Central: aeroportos de Goiânia (GO), São Luís (MA), Teresina (PI), Palmas (TO), Petrolina (PE) e Imperatriz (MA).

Com a venda das concessões, o Governo Federal arrecadou R$ 3,3 bilhões em outorgas.

você pode gostar também