ASSESSOR ‘OLAVISTA’ DE JAIR BOLSONARO EMPREGA GENRO DO IDEÓLOGO EM SEU GABINETE

ASSESSOR ‘OLAVISTA’ DE JAIR BOLSONARO EMPREGA GENRO DO IDEÓLOGO EM SEU GABINETE

Filipe Garcia Martins, assessor internacional do Planalto, readmtiu Henri Carrières, diplomata que trabalhou no governo Temer e que saiu na limpeza de “petistas”
Em apenas dois anos, Filipe Martins (de paletó) deixou a vida de funcionário de baixo escalão da Justiça Eleitoral para se transformar em um dos principais assessores do presidente da República. Foto: Reprodução
Em apenas dois anos, Filipe Martins (de paletó) deixou a vida de funcionário de baixo escalão da Justiça Eleitoral para se transformar em um dos principais assessores do presidente da República. Foto: Reprodução

Aluno número um de Olavo de Carvalho, Filipe Garcia Martins, aos 31 anos, deixou a vida de funcionário de baixo escalão da Justiça Eleitoral e se transformou em um dos principais assessores do presidente Jair Bolsonaro. De perfil tímido, é incapaz de se meter em investidas frontais contra quem quer que seja, o que o ajuda a navegar entre os inimigos. Tem olhar baixo e sua voz é pouco audível.

Já no mundo virtual, é conhecido por ser um dos principais arregimentadores de tropas olavistas (e hoje bolsonaristas) nas redes sociais. Emprega em seu gabinete no Palácio do Planalto o genro do professor e ideólogo do governo Bolsonaro. Chamado Henri Carrières, o diplomata trabalhou no governo do ex-presidente Michel Temer e foi exonerado por Onyx Lorenzoni na limpeza de “petistas” que fez no Planalto. Martins o readmitiu.

Antes de ingressar no Itamaraty, o genro de Olavo teve uma breve passagem pelo jornalismo como repórter da Folha de S.Paulo , onde fez um curso de trainee. Carrières é visto por colegas do Itamaraty como técnico e competente, com visões sobre a diplomacia que, até então, divergiam daquelas pregadas por Olavo de Carvalho e replicadas pelo chanceler — em especial a posição do governo sobre a atuação diplomática do Brasil na Venezuela.

Casado com a filha do ideólogo Olavo de Carvalho, o diplomata Henri Carrières é hoje o braço direito de Filipe Martins no Palácio do Planalto. Foto: Reprodução
Casado com a filha do ideólogo Olavo de Carvalho, o diplomata Henri Carrières é hoje o braço direito de Filipe Martins no Palácio do Planalto. Foto: Reprodução

A atuação política de Filipe Martins migrou da esfera virtual para a real a partir de 2018, quando passou a integrar a campanha de Jair Bolsonaro, e tornou-se institucional em 2019, ao ser alçado ao posto de assessor para Assuntos Internacionais da Presidência da República, cargo ocupado pelo diplomata Frederico Arruda na gestão de Michel Temer e por Marco Aurélio Garcia nos anos petistas.

Hoje, impulsionado pela relação estreita com Eduardo Bolsonaro e pela proximidade geográfica com o presidente — o gabinete de Martins está no mesmo andar que o de Bolsonaro —, dita regras, filtra visitas, aconselha o mandatário — e se indispõe com os militares do Palácio. Na caserna, há o sentimento de que Martins estaria trabalhando para criar divergências entre militares e o presidente — em alguns casos, transmitindo informações confidenciais do Palácio para Olavo de Carvalho. Ainda assim, conflitos à parte, sua ascensão é inaudita.

você pode gostar também