Polícia Civil indicia homem de 29 anos por estupro de vulnerável em Aparecida do Rio Negro 

Polícia Civil indicia homem de 29 anos por estupro de vulnerável em Aparecida do Rio Negro

 

O caso começou a ser investigado após o desaparecimento de uma adolescente na cidade

 

Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins

 

A Polícia Civil do Estado do Tocantins, por intermédio da 78ª Delegacia de Aparecida do Rio Negro, concluiu nesta quarta-feira, 27, as investigações que objetivavam inicialmente elucidar as circunstâncias o desaparecimento de uma adolescente de 13 anos, fato ocorrido no dia 15 de fevereiro deste ano, e que resultaram no indiciamento de um homem de 29 anos pelo crime de estupro de vulnerável.

 

Comandada pelo delegado Gustavo Henrique da Silva Andrade, a ação foi deflagrada logo após o registro de ocorrência de que uma adolescente tinha desaparecido na cidade. Após um incessante trabalho investigativo, a adolescente foi encontrada e reintegrada à família no último dia 7.

 

“No decorrer das investigações, apurou-se que a jovem na verdade fugiu com um homem de 29 anos, que a estava apresentando como sua atual companheira”, ressaltou o delegado Gustavo Henrique.

 

Após a realização dos exames médicos, psicológicos e entrevista com assistente social, restou devidamente demonstrado que a adolescente foi vítima de violência sexual, decorrente de sua tenra idade (13 anos). “Portanto, o homem foi identificado e indiciado por estupro de vulnerável”, disse o delegado.

 

Com a conclusão das investigações, o inquérito policial foi enviado ao Poder Judiciário com vistas ao Ministério Público para a adoção das medidas legais cabíveis. “No mês de março, que é dedicado às mulheres, a Polícia Civil segue firme no combate à violência contra a mulher, sobretudo aos adolescentes, enfatizando ações que promovam a segurança e a proteção de todas as mulheres tocantinenses”, disse.

Comentários
você pode gostar também