Prefeita Cinthia pede R$ 15 mil de danos morais ao youtuber Pastor Nelcivan

Prefeita Cinthia pede R$ 15 mil de danos
morais ao youtuber Pastor Nelcivan
Nessa ação indenizatória prefeita pediu medida protetiva que obrigue ex-militar a ficar 500 metros
longe dela
01/11/2019 – 13:18
Em ação de indenização por danos morais, a prefeita de Palmas Cinthia Ribeiro (PSDB) pede que a
Justiça condene o o youtuber Pastor Nelcivan, ex-cabo da Polícia Militar, a lhe pagar R$ 15 mil por
danos morais.
A ação é a mesma em que sua defesa, a cargo dos advogados Fernando Araújo e Gedeon Pitaluga
Júnior, o presidente da OAB-TO, apresentou um pedido adicional para uma medida protetiva, na
quinta-feira, 31, pleiteando que o youtuber seja obrigado a permanecer a 500 metros de distância
dela.
Até a manhã de sexta-feira, 1º de novembro, não havia decisão.
Na ação principal, a prefeita diz que as postagens do youtuber nas redes sociais e no whatsapp não
se tratam de simples críticas direcionadas à gestora e seu mandato eletivo, “mas sim flagrante
ofensa à honra e imagem do mesmo, configurando, portanto, ato ilícito passível de indenização”.
Segundo sua defesa, o conteúdo das postagens é tendencioso, tem cunho
difamatório e extrapola o direito de informar e de livre expressar.
“Não gostar das atitudes da autoridade, é direito de qualquer
cidadão, criticá-la politicamente é atitude dentro do nosso atual estágio
político-social, mas partir para ofensa a honra da pessoa que exerce a
função de Prefeita da forma como se percebe no caso em tela é ato que
merece censura”.
Além da indenização a ser definida ao final da ação, a prefeita pede uma liminar para a retirada das
ofensas veiculadas pelo youtuber em suas redes sociais, especialmente no whatsapp. Também pede
determinação judicial para proibir Nelcivan de “proferir novas ofensas contra a honra e imagem” da
prefeita.
01/11/2019 Prefeita Cinthia pede R$ 15 mil de danos morais ao youtuber Pastor Nelcivan

Processado por Carlesse
O youtuber também enfrenta ação no mesmo sentido ajuizada pelo governador Mauro Carlesse
(DEM). Em abril, o governador entrou com ação para receber R$ 20 mil de indenização por danos
morais.
O governador também o processa criminalmente o ex-policial por meio de queixa-crime, por
calúnia e difamação. Não houve julgamento dos casos

você pode gostar também