TOCANTINÓPOLIS: Briga expõe a sujeira pelo poder na colônia dos Gomes

TOCANTINÓPOLIS: Briga expõe a sujeira pelo poder na colônia dos Gomes
Briga entre membros da família GOMES expõe o racha pelo poder e os meios sórdidos para alcança-lo.
Nas redes sociais, em um grupo de watssApp, surge uma discussão entre o atual prefeito de Tocantinópolis Paulo Gomes (Paulim do Bonifácio), e o ex prefeito Eurivaldo Gomes e as discussões se acaloraram.
PARA ENTENDER MELHOR
Na eleição de 2016, Paulo Gomes e Eurivaldo disputaram a vaga de peefeito, Paulo foi vencedor com 5.107 votos, ja Eurivaldo obteve 4.217 votos. Nessa disputa a 3° colocada a Candidata Leolinda obteve 1.427 votos e 4° colocado foi o jornalista e aliado ferrenho dos Gomes Roberlan Cokim com 677 votos.
Na época das eleições, surgiram os primeiros boatos de que as candidaturas de Leolinda e Roberlan Cokim tinha como objetivo rachar os eleitores de oposição e garantir a Vitória de Paulim, em troca disso os dois seriam recompensados com os espólios da Vitória. Pois bem, por coincidência, Roberlan Cokim hoje é um dos beneficiários dos recurso públicos do município e do estado, através do gordo dinheiro vindo do ex deputado estadual José Bonifácio Gomes de Sousa, como mostrado e é até motivo de investigação pelos valores que chegaram a R$ 29.695,00, além ganhar de brinde a secretaria de educação do município de Tocantinópolis, cargo ocupado pelo irmão Raeulan Barbosa.
  
já Leolinda os benéficios do provável acordo começam a chegar. No último dia 04 de fevereiro, logo após a posse  do deputado Fabion Gomes, Leolinda foi “surpreendida” com a notícia destacada nos jornais, que seu Jenro seria o chefe de gabinete do deputado Fabion, até parece coincidência, para a população que vive reclamando da falta de emprego e oportunidade, outros tem mais sorte ou um bom acordo. Assim é o resumo da última eleição.
No caso da briga pelo poder entre Eurivaldo e Paulim,  Eurivaldo acusa  Paulim de usar “meios sórdidos” para chegar ao poder, gravados em áudio. O ex prefeito acusa o sobrinho de ” compra de votos de indígenas e da populacao mais pobre…” em outro trecho da conversa Eurivaldo fala do seu trabalho a frente da prefeitura, como a construção de 54 casas populares e pediu humildade do prefeito, já Paulim retrucou dizendo que “para o ex prefeito aceitar a derrota….. e que os meios que ele(Eurivaldo) usou  para ser eleito, foram  os mesmos usados por ele(Paulim)”. Mais na frente Paulim se exalta dizendo que: “se Eurivaldo fez 54 casas ele faria o dobro de casas ainda este ano(2018)”, em um trecho mais a frente Paulim afirma de modo claro que: ” ele estava ali como prefeito, assim como Eurivaldo já esteve, colocado com o apoio de seu pai José Bonifácio e de seu tio Fabion Gomes”.
A briga pelo poder, os acordos ignóbil,
é o resumo de todo esse Imbróglio torpe, uma realidade vivida pela população de Tocantinópolis, onde os fins justificam os meios.
AUDIO DA CONVERSA: PAULO GOMES x EURIVALDO GOMES
 
Bem que o Ministerio Público do Tocantins poderia entrar nesta briga por envolver uma eleição. 
A acusação é grave.
você pode gostar também