DITADURA DE MAURO CARLESSE:Gerente do Naturatins chama polícia para expulsar diretor sindical da sede do órgão

Gerente do Naturatins chama polícia para expulsar diretor sindical da sede do órgão

Conforme o Sisepe, a polêmica ocorreu nesta quinta (17), quando o diretor estava atendendo servidores.

Por Redação  1.197
17/01/2019 18h24 – Atualizado há 6 horas

Viatura na PM na frente da sede do Naturatins em Gurupi

Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (SISEPE-TO) disse que gerente da unidade do Naturatins em Gurupi, Antônio Carlos Miranda, chamou a polícia para expulsar o diretor sindical João Gualberto Lopes Lima da sede do órgão.

Conforme o Sisepe, a polêmica ocorreu nesta quinta-feira (17), quando o diretor sindical estava atendendo os sindicalizados sobre dúvidas em relação as progressões.

O sindicato disse que a atitude do gerente é um desrespeito aos servidores públicos e classificou como “tentativa de coerção de um representante sindical e uma afronta às constituições Federal e Estadual, além da democracia”.

Conforme o Sisepe, o gerente do Naturatins, ao chegar no órgão e encontrar João Gualberto, pediu que o acompanhasse até sua sala e disse que ele não poderia estar no órgão sem sua autorização.

Por outro lado, João Gualberto argumentou que ele é representante dos servidores e também como cidadão poderia estar no local, pois trata-se de um órgão público. Porém, segundo o sindicato, o gerente disse que ele não tinha autonomia para estar no órgão e chamou a polícia para retirá-lo.

Porém, a Polícia Militar tomou conhecimento da situação e disse que não poderia fazer nada, pois trata-se de um órgão público e nada impedia a permanência do dirigente sindical.

Após a confusão, o diretor João Gualberto registrou Boletim de Ocorrência denunciando “abuso de autoridade” por parte do gerente Antônio Carlos.

O Sisepe disse que repudia qualquer ação truculenta e afronta a democracia e liberdades. “Não aceitaremos qualquer ação que impeça o livre acesso do sindicato aos servidores públicos. E diante do ocorrido, o Sisepe adotará medidas sobre a conduta do gerente, onde será comunicado ao titular do Naturatins o episódio, além de levar a situação à Corregedoria do Estado para que tome as medidas cabíveis”, disse o sindicato.

você pode gostar também