Gilmar Mendes, humilhado publicamente no “Conversa com o Bial”

Gilmar Mendes, humilhado publicamente no “Conversa com o Bial”

Um canalha juramentado. Insinuando que “Bolsonaro precisava de Moro”. Mas que agora “é Moro que precisa de Bolsonaro”.

Fazendo insinuações via de meias palavras e com obscuridade, pondo sob suspeita e denegrindo a vida e a carreira de homens e instituições de bem.

Atacou a Lava Jato dissimulada, ardilosa e maliciosamente.

Sabe o que quer! Insinua maldosamente, que há jogo de interesses econômicos entre os Procuradores da Lava Jato e o Jurista Modesto Carvalhosa.

Acusa subliminarmente o Ministro Barroso de manter um escritório de advocacia.

Jogou no ar que os “meios acadêmicos internacionais defendem que Lula merece um julgamento justo”, deixando a entender que os julgamentos até aqui foram manipulação política. Contudo não indica quem e onde estão esses “meios acadêmicos”.

Defende a anulação de processos e condenações de marginais sob o argumento de estarem fundamentadas em provas suspeitas de terem sido obtidas por meios ilícitos. Mas defende o uso de provas obtidas claramente por meios criminosos para o fim de anular processos para soltar bandidos.

É pendular! Integra uma estrutura, da qual é um dos líderes.

Lança insinuações de desonestidade contra desafetos, de modo venenoso e malévolo, o que demonstra seu caráter perverso e peçonhento.

Se posta como um magistrado aberto e moderno, quando na verdade é um desqualificado, baixo, blefador, incoerente, inconsistente, amoral que envergonha e enxovalha e põe em cheque de credibilidade a Justiça brasileira.

É o dedo que solta, protege e acoberta a podridão, a bandidagem de colarinho branco e a estrutura corrupta que infesta o Brasil.

Não é crível e nem aceitável que um personagem com esse grau de atrevimento e comportamento, posturas e atitudes deploráveis vista a toga sagrada de ministro do Supremo Tribunal Federal.

Em qualquer lugar do mundo civilizado um tipo como esse, um baixalho, guaipeca, deplorável e detestável já estaria escorraçado da magistratura.

Não entendo como Gilmar Mendes, a síntese do que temos de ruim no Brasil, se mantém incólume. Que o Senado não ponha esse impostor malandro para correr!

Humilhado publicamente no Conversa com Bial de hoje, deixou claro que não tem vergonha na cara e que não reúne mais as mínimas condições de seguir em seu devaneio torpe.

E ademais, não passa num psicotécnico. Junto com o impeachment, deveria ser interditado.

É uma mente perigosíssima, manipuladora e atrevida! Não tem limites e nem escrúpulos.

O Brasil tem que se livrar desse cancro!

Se ele seguir nessa toada vai anular as condenações da Lava Jato, por Lula inocente e no lixo o Judiciário do país.

Está na hora de pôr um freio nessa toxina!

Se dependesse de mim, colocaria uma algema ou uma camisa de força!

Luiz Carlos Nemetz

você pode gostar também