Ministério Público requer informações sobre situação de casos de dengue e chikungunya na capital

Banner Pix
Ministério Público requer informações sobre situação de casos de dengue e chikungunya na capital
 
O Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio da 19ª Promotoria de Justiça da Capital, solicitou à Prefeitura de Palmas informações a respeito da situação atual das doenças endêmicas no município.
Segundo o promotor de Justiça Thiago Ribeiro Franco Vilela, o MPTO obteve relatos de que houve aumento exorbitante no número de doenças endêmicas no Estado, com destaque para a capital.
Ribeiro cita, ainda, que o boletim da Secretaria de Estado da Saúde aponta que, além da grande incidência de dengue, que já causou quatro mortes em 2022, os números referentes à chikungunya também preocupam.
Diante disso, o MPTO quer saber qual o número de casos confirmados de dengue e chikungunya, em Palmas; o número de mortes causadas por essas doenças; a previsão para que a situação seja regularizada; e quais providências estão sendo tomadas para que o avanço dessas doenças seja contido.
O documento com o pedido de informações foi encaminhado ao secretário de Saúde de Palmas, Thiago de Paulo Marconi. As respostas devem ser encaminhadas ao MP em 15 dias.
Assessoria de Comunicação do MPTO
(63)3216-7515/ 3216-7532
Denise Soares: 63.98402-3074 / 63.98462-3723
Flávio Herculano: 63.98421-9270

João Lino Cavalcante: 63.98404-3078
João Pedrini: 63.99125-9853
Shara Rezende: 63.8111-7096
você pode gostar também