Policiais que integraram a Operação Hórus Divisa são recebidos como heróis na Capital

Policiais que integraram a Operação Hórus
Divisa são recebidos como heróis na Capital
Os policiais que estavam na operação Hórus Divisa em Pequizeiro, a 239 km de Palmas, foram
recepcionados pelo comando da Polícia Militar na manhã desta quinta, 7, na Capital
07/11/2019 – 14:11
A Polícia Militar (PM) realizou na manhã desta quinta -feira, 7, em Palmas, a recepção dos
policiais que estavam na operação Hórus Divisa em Pequizeiro, a 239 km de Palmas. A ação, que
ocorreu no norte do Estado e durou 14 dias, contou com a participação de 200 homens das forças
armadas.
O comandante geral da PM, Jaizon Veras Barbosa, disse que para a corporação é importante ter de
volta os policiais que estiveram na operação. “Foram dias de chuva, sol e outros fatores, mas em
nenhum momento eu vi desânimo dos senhores que estavam lá. Presenciamos a maior operação
policial do estado do Tocantins em ambiente rural”, afirma o comandante geral da PM.
A cerimônia contou com os familiares do sargento QPPM Deusdete Américo Gama, morto na
semana passada durante a operação em confronto com os bandidos. Durante o discurso, o
comandante geral lembrou a tristeza que a instituição carrega em ter perdido o policial. “Para nós
foi muito doloroso a perda irreversível do nosso guerreiro Sargento Gama. Mas o nosso luto foi
combustível pra buscarmos conforto”.
Representando o Governo do Estado, o vice-governador Wanderlei Barbosa acredita que a Polícia
Militar realizou um bom trabalho. “A PM honrou a história do sargento Gama. Ele é um dos heróis
Policiais são recebidos pelo vice-governador Wanderlei
Barbosa e Comando da Polícia Militar, no Quartel da
PM, em Palmas. (Foto: Lia Mara)
07/11/2019 Policiais que integraram a Operação Hórus Divisa são recebidos como heróis na Capital

do País. Queremos agradecer a todas as forças que se juntaram a nós. Aqueles criminosos que
vieram de fora não tiveram êxito. Obrigada a todos os militares que não deixaram esses homens
sobreviverem”.
A dona de casa Maria Madalena dos Santos Martins, que é esposa do soldado Alison Rocha,
integrante da operação, afirma que está aliviada porque o marido voltou vivo do trabalho. “Nós
confiamos em Deus, oramos bastante, confiamos que tudo daria certo. Fiquei muito preocupada,
mas no fim deu tudo certo. É maravilhoso vê-lo chegar”.
Entenda
Os dois últimos integrantes da Quadrilha dos Pipocas foram mortos durante novo confronto com a
Polícia Militar logo após à meia-noite desta quinta-feira, , dando fim a operação Hórus Divisa que
tinha como objetivo encontrar os criminosos suspeitos de explodir uma agência bancária em
Pequizeiro, e levar a óbito o 1º sargento QPPM Deusdete Américo Gama, de 53 anos durante troca
de tiros no último dia 1º.
Conforme a PM do Tocantins, os integrantes da quadrilha estavam nas proximidades de Pequizeiro,
onde houve novo confronto que resultou na morte deles. O Instituto Médico Legal (IML) levou os
corpos e o Jornal do Tocantins solicitou a identificação deles à Secretaria de Segurança Pública
(SSPTO).
Ao todo, o Serviço de Inteligência da PM confirmou que eram seis integrantes da quadrilha
suspeitos de participar do crime e todos foram mortos durante as buscas da Polícia Militar do
Tocantins, Pará e Goiás, além do apoio das demais forças de segurança. Os nomes já identificados
são José Airton Ferreira Lima, de 54 anos, José Francisco Gomes de Lima, de 40 anos, Elineudo
Oliveira Silva, de 47 anos e Edineudo Oliveira Silva, de 45 anos.
(Foto: Lia Mara)
07/11/2019 Policiais que integraram a Operação Hórus Divisa são recebidos como heróis na Capital
https://www.jornaldotocantins.com.br/editorias/vida-urbana/policiais-que-integraram-a-operação-hórus-divisa-são-recebidos-como-heróis-na-capital-1.… 3/3
(Foto: Lia Mara)
(Foto: Lia Mara)
(Foto: Lia Mara)

você pode gostar também